Projetos Redes 2, a metodologia do cooperativismo social e da economia solidária articulados pelo Instituto Redes para o Desenvolvimento

Desde a fundação em 2003 como INSTITUTO INTEGRA – OSCIP, herdando o conhecimento da COOPERATIVA INTEGRA, fundada em 1999, desenvolve e implementa projetos em cooperação com iniciativas do setor privado, público e grupos sociais organizados. Tem como finalidade e objetivos, dentre outros, a promoção do desenvolvimento econômico e social, o combate à pobreza, a promoção de direitos estabelecidos e a construção de novos direitos, a preservação e conservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. Integra diversas áreas do conhecimento: engenharia civil, arquitetura, administração, economia, psicologia, psicologia social, contabilidade, ciências sociais, veterinária e educação. Realiza estudos e pesquisas para o desenvolvimento de tecnologias alternativas e sociais e a produção e sistematização de metodologias relacionadas com as temáticas abordadas.. Em 2018 queríamos ter um foco no desenvolvimento local e retomamos nossa sede no território da Freguesia do Ó, para que nossas ações atinjam a região Noroeste da cidade de São Paulo. E com este olhar local, decidimos por fazer uma alteração também na razão social para desde AGOSTO: INSTITUTO REDES PARA O DESENVOLVIMENTO.

Desde 2014, estamos em parceria com o Ministério do Trabalho e a Secretaria Nacional de Economia Solidária-SENAES, executando o projeto REDES através do nosso projeto em sua segunda fase: “Consolidação da Rede de Saúde Mental e Economia Solidária: operacionalização da Base de Assessoramento e implementação do Plano Estratégico de Desenvolvimento da Rede – Consolidação da Rede”. O projeto REDES 2 tem como objetivo o apoio, o fortalecimento e a organização de Redes de Cooperação Solidária constituídas por empreendimentos econômicos solidários como estratégia de fomento às cadeias produtivas e  arranjos econômicos territoriais e setoriais de produção, comercialização e consumo solidários, com vistas a promoção do desenvolvimento territorial sustentável no âmbito do Plano Nacional de Economia  Solidária.

Nosso objetivo geral com a Rede de Saúde Mental e Economia Solidária é: promover a inclusão social pelo trabalho e inclusão produtiva urbana de pessoas com sofrimento psíquico e/ou que fazem uso abusivo de álcool e/ou outras drogas, usuárias dos SUS e SUAS, integrantes dos empreendimentos de economia solidária e de oficinas de geração de trabalho e renda, através da metodologia do cooperativismo social e da economia solidária, com a implementação do Plano Estratégico de Desenvolvimento da Rede de Saúde Mental e Ecosol e da Base de Assessoramento da Rede.

Please follow and like us:

0 comentário em “Projetos Redes 2, a metodologia do cooperativismo social e da economia solidária articulados pelo Instituto Redes para o Desenvolvimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *